Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais na Bahia - Imprima FM

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais na Bahia

Comunidades indígenas de Angical e Serra do Ramalho, no oeste baiano, ficaram isoladas, sem água potável e sem comida após os temporais que atingiram o estado.

Ao todo, 20 famílias foram atingidas em Angical, no povoado Benfica; e sete famílias, das aldeias Pacaru e Funior, foram afetadas em Serra do Ramalho, segundo informações do Corpo de Bombeiros de Barreiras, que também fica no oeste da Bahia.

Donativos para famílias indígenas do oeste baiano — Foto: Reprodução/TV Bahia

Donativos para famílias indígenas do oeste baiano — Foto: Reprodução/TV Bahia

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, a Fundação Nacional do Índio (Funai) solicitou quase 2 mil litros de água mineral e cestas básicas à Defesa Civil do estado.

Na manhã desta segunda-feira (3), os bombeiros levaram água e cestas básicas para os indígenas de Angical. Já as famílias de Serra do Ramalho, devem receber as doações na terça-feira (4).

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Chuvas na Bahia

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Ao todo, 25 pessoas morreram em decorrência dos temporais que atingiram toda a Bahia e 661.508 foram atingidas.

No domingo (2), o número de desabrigados pelas chuvas na Bahia caiu pelo terceiro dia consecutivo. No balanço divulgado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), os registros passaram de 32.737 para 32.594 – uma redução de 143.

São consideradas desabrigadas as pessoas que perderam seus imóveis e precisam de apoio do poder público. No sábado (1º), o número também havia tido uma redução de 510 em relação ao balanço da sexta-feira (31). O governo do estado não explicou o motivo da queda.

O número de desalojados, que são as pessoas que também perderam os imóveis, mas foram alocadas em casas de familiares ou amigos, também apresentou uma queda e passou de 57.531 para 57.451. A quantidade de cidades em situação de emergência também permaneceu em 153.

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Comunidades indígenas ficam isoladas, sem água potável e sem comida após temporais no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Deixe seu comentário:

Face da Imprima

2021 © Direitos reservados - Rádio Imprima FM - Sistema Integrado de Comunicação Novo Nordeste